inov        logo google  Facebook-Logo  

 

                                    

apresentacao4

bib 01

editora 01

ex 01

jornal 01

IMG 20170804 125018

A notícia chegou no final do ano letivo: a nossa aluna Bárbara Sexauer (11ºF) era vencedora da 3.ª edição do concurso "Ensaio Filosófico no ensino secundário", promovido pela Associação de Professores de Filosofia. Para sabermos mais sobre este prémio e sobre a sua vencedora fomos falar com ela.

  1. 1.Parabéns, Bárbara, pelo teu ensaio, vencedor da 3ª edição do concurso Ensaio filosófico no ensino secundário. Diz-nos como acolheste a notícia desta distinção.

O meu estado de espírito após ter recebido esta notícia é no fundo o mesmo que mantive ao longo do período em que trabalhei na realização do ensaio, sempre com entusiasmo e vontade de continuar. Tendo sido algo a que me dediquei com prazer, o facto de ter conseguido terminar o projeto de acordo com as minhas expectativas foi só por si um motivo de realização pessoal; e, consequentemente, saber que outros viram nele algum potencial trouxe-me grande satisfação.

  1. 2.Que significado atribuis a esta distinção?

Eu interpreto o facto de ter vencido este concurso como uma aprovação do meu trabalho e um incentivo para continuar, procurar ganhar experiência, aperfeiçoar os aspetos em que não me sinto tão confortável, eventualmente explorar outras temáticas.

  1. 3.A escrita deste ensaio implicou uma forma de trabalhar diferente da que costumas fazer nas aulas e nos momentos de avaliação?

Sem dúvida, além de ter sido um trabalho bastante mais demorado, constituiu um processo que passou por várias fases, ou seja, implicou a realização de uma série de pequenos trabalhos dentro de um só. Escrever o ensaio exigiu em primeiro lugar um período de reflexão para a escolha do tema, a leitura e interpretação de vários artigos e por fim um procedimento de escrita de um rigor e precisão diferente daquele que habitualmente ponho em prática.

  1. 4.Gostávamos de saber que aprendizagens achas que este tipo de trabalho permite adquirir ou desenvolver e se, por exemplo, são diferentes das que realizaste noutros trabalhos que fizeste ao longo do ano, tanto em Filosofia como nas outras disciplinas.

Um trabalho como este permite uma imersão no tema em estudo muito mais profunda do que o que acontece em trabalhos realizados em aula, uma vez que exige o contacto e a pesquisa em diferentes fontes, mas também uma parte de reflexão pessoal sobre o assunto. Dada a vastidão de abordagens que se pode ser feita de uma temática, é necessário também apurar o sentido de organização e por vezes até de síntese, de forma a que o texto seja compreensível.

  1. 5.Que significado tem para o teu futuro académico a atribuição deste prémio?

Embora não tendo continuação na disciplina de Filosofia no próximo ano, tenciono continuar integrada neste tipo de projeto, participando em edições futuras deste mesmo concurso, por exemplo. Independentemente disso, este trabalho por si só já me permitiu ter uma ideia mais clara do que me poderá ser pedido na Faculdade, e também por isso foi importante.

Mais uma vez, parabéns, Bárbara. Obrigado pelas tuas palavras. 

 

Liberdade individual na sociedade do século XXI
A importância da posição original na definição dos princípios de justiça em John Rawls
Bárbara dos Santos Carvalho Sexauer

Vídeos


esmcesmcesmcesmc

Oferta Educativa

oferta geral 18 19

Parceiros

Apoio TIC

Contador de visitas

Hoje 34

Desde 15/07/2016 117960

Contactos

Escola Secundária Manuel Cargaleiro

Rua Bento Moura Portugal - Fogueteiro

2845-154 AMORA

Tel: 212269790

Fax: 212269797

e-mail: 

direccao@esmcargaleiro.pt

secretaria@esmcargaleiro.pt

biblioteca@esmcargaleiro.pt